Roteiro de todos os sinais, conhecimentos, fundos, baixos, alturas, e derrotas que há na costa do Brasil desde o cabo de Santo Agostinho até ao estreito de Fernão de Magalhães, de Luis Teixeira (ca. 1590)

Descriptionis Ptolemaicae augmentum, de Corneille Wytfliet (1597)
12/08/2016
Quarte partie du monde, de Andre Thevet (1575)
12/08/2016

Referência

TEIXEIRA, Luis. Roteiro de todos os sinais, conhecimentos, fundos, baixos, alturas, e derrotas que há na costa do Brasil desde o cabo de Santo Agostinho até ao estreito de Fernão de Magalhães. ca. 1590. 1 mapa col. Disponível em: . Acesso em: .

Link Original

Créditos

Biblioteca da Ajuda

Encontrou um erro?

spiritosancto-1586-ca-luis-teixeira-toteiro-todos-sinais-1

Mapa completo

spiritosancto-1586-ca-luis-teixeira-toteiro-todos-sinais-2

Região a mostrar o Espírito Santo

 
Compartilhe:

Roteiro de todos os sinais, conhecimentos, fundos, baixos, alturas, e derrotas que há na costa do desde o cabo de Santo Agostinho até ao estreito de Fernão de Magalhães, de Luis Teixeira (ca. 1590)

Luís Teixeira (século XVI) foi um cartógrafo português. Colaborou com Abraham Ortelius no Theatrum Orbis Terrarum. Pertenceu a uma destacada família de cartógrafos cuja actividade se estende desde meados do século XVI até ao fim do século XVIII, incluindo o seu pai Pero Fernandes, o irmão Domingos Teixeira, seus filhos João Teixeira Albernaz, o Velho e Pedro Teixeira Albernaz, entre outros.

Filho do cartógrafo Pero Fernandes, após ser examinado pelo cosmógrafo-mor Pedro Nunes obteve a licença para fazer cartas e instrumentos náuticos em 1596 e exerceu o cargo de cosmógrafo do Reino de Portugal. Foi pai de João Teixeira Albernaz, o velho e de Pedro Teixeira Albernaz, também cartógrafos.

Uma de suas obras mais famosas é o “Roteiro de todos os sinais, conhecimentos, fundos, baixos, alturas, e derrotas que há na costa do desde o cabo de Santo Agostinho até ao estreito de Fernão de Magalhães”, atualmente na Biblioteca Nacional da Ajuda, em Lisboa. Da obra faz parte o mapa “Capitanias hereditárias” (1574). Nesta carta, encontram-se representadas as capitanias hereditárias com os nomes dos seus respectivos donatários, a saber (do norte para o sul): capitania do Rio Grande, capitania de Itamaracá, capitania de Pernambuco, capitania da Bahia, capitania de Ilhéus, capitania de Porto Seguro, capitania do Espírito Santo, capitania de Paraíba do Sul, capitania de São Vicente. A linha do Tratado de Tordesilhas encontra-se deslocada dez graus para oeste, o que alguns autores acreditam seja proposital.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.