Planta da villa da Victoria (1767)

Mestrado do Centro de Artes da UFES dedica diversas páginas à Exposição Mapas do Espírito Santo Colonial
04/11/2019
13/11/1727: Provisão da serventia do oficio de Escrivão da Povoação de São Mateus, concedida a Domingos de Afonseca Rondão
03/08/2020

Referência

Caldas, José Antonio. Planta da villa da Victoria. 1767. 1 Mapa; col. Dimensões 49 x 57,5 cm. Disponível em: . Acesso em: .

Créditos

Acervo Biblioteca Nacional

Encontrou um erro?

 
Compartilhe:

Planta da (1767)

Esta planta é muito semelhante à que aparece junto a um Prospecto da Villa da Victoria, do mesmo ano de 1767. Esta planta aqui é atribuída ao mesmo autor, José Antonio Caldas.

Na Planta, lê-se o seguinte:

Planta da mesma villa da Victoria na America Meridional.
1 do Ignacio na cerca que foi dos jesuitas
2 Igreja de S. Thiago dos mesmos
3 Seo collegio
4 Mizericordia
5 Igreja de S. Gonçalo Garcia
6 Cadêa e Caza da
7 Pelourinho
8 Sto Antonio
9 Convento dos Capuchos
10 Ordem 3ª de S. Francisco
11 Capela de St. Luzia
12 Armazem da polvora e caza d’armas
13 Igreja de N. S. do Carmo
14 Convento dos religiosos Carmelitas
15 Ordem 3ª do Carmo
16 Matriz com o orago de N. S. da Victoria
17 Capela de N. S. da Conceição
18 Pequenas pontes de comunicação
19 Trapiche que foi dos jesuitas
20 Forte de N. S. do Monte do Carmo
21 Fortinho de S. Thiago
22 Cazas e caes, que a bem da fortificação se embargaram quando se levantou esta planta
Petipé.

Informações retiradas do site Morro do Moreno: http://www.morrodomoreno.com.br/materias/prospecto-e-planta-da-villa-da-victoria-e-planta-da-barra.html
 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.