Referência

DIAS, C. M., VASCONCELLOS, E. J. D. C., & GAMEIRO, A. R. História da Colonização Portuguesa do Brasil - Edição Monumental Comemorativa do Primeiro Centenário da Independência do Brasil. Vol. III. Porto: Litografia Nacional, 1922, p.363-364. Disponível em: . Acesso em: .

Créditos

Encontrou um erro?

 

12/07/1552: Carta do bispo do Salvador

Eu tenho encomendado o deado desta see a hum padre vertuoso e letrado que prega nesta cidade e se veio comigo do reino e por ca saber delle que fora frade lhe não confirmei o dito deado, somente lhe dei o ordenado de pregador e lhe encomendei que servise de deão até se elle habilitar e prover de Roma pera poder ser confirmado na dita dinidade, pela qual provisam me disse que tinha ja mandado antes que partisse pera ca e espera que lhe venha na primeira embarcação que pera esta cidade vier, digo isto a Vossa Alteza porque se nam for servido disto me mande o que devo de fazer porque eu nom fiz isto senam pela necessidade que ha na terra de doutrina evangélica e o padre ser vertuoso e bem acostumado e ter letras e pregar onestamente.

O vigário que ca achei quisera o prover do chantrado, mas por estar embaraçado com dous benefícios curados e nom ter dispensação pera mais o nom confirmei, parece-me que lhe encomendarei este chantrado ate se prover pela necessidade que ha na terra de padres dado caso que elle é pouco suficiente e correnfe nos ofícios da igreja, ainda que é pouco latino, acho por informação que é muito ambicioso e mais quarençoso de ajuntar fazenda que inclinado as – cousas da Igreja e he coisa notória e sabida de todos ter muito parentesco de ambas as partes com a gente nova e tanto por esta via como por ser muito cubiçoso nem é nada de minha arte e contudo dissimulei-lhe suas vacas e bois e grangeria que tem e outro tanto pela necessidade que ha ca de clérigos e por me parecer que nos princípios muitas mais cousas se ão de dessimular que castiguar maiormente em terra tão nova como por cima de tudo farei o que Vossa Alteza me mandar, se daqui ate a resposta desta o vigário não ouver despensaçam.

Haverá dois dias que aqui chegou da capitania do Espirito Santo [Espírito Santo] hum Francisco de Vacas muito grande musico e cantor que ha muitos anos que por sua vontade veio a estas partes o qual foi companheiro do padre Penhafiel cantor de Vossa Alteza, este Francisco de Vacas se me ofereceo que ensinaria nesta cidade a cantar e seria mestre da capela e se faria clérigo se lhe dessem hua prebenda nesta see e por eu nam ter ja nenhúa que lhe dar, parece me que Vosa Alteza lhe devia de dar o arcedeagado e lançar mão deste, tanto por ser ja muito afeiçoado a esta terra como por ser mui destro no canto e ter boa fala e ter grande veia pera por fazer e por em ordem os ofícios divinos e em ter ca este homem e mandar nos huús órgãos poderão escusar os vinte mil reaes do mestre da capella que comigo veio, o qual nom está contente da terra nem faz seu oficio com vontade e segundo mostra pareceme que pouco ha de esperar nelle e a mim me nom pesará nada que elle va porque he muito trabalhoso e ronceiro em fazer seu cargo.

Não se esqueça Vosa Alteza de mandar ca huús órgãos, porque segundo este gentio he amigo de novidades, muito mais se ha de mover por ver dar hum relógio e tanger órgãos que por pregação nem admoestações.

Ontem que foram 11 deste julho chegou hum navio da capitania de São Vicente que deu certa nova que era muito ouro achado pela terra dentro e que eram Ia idos muitos portugueses e que se esperava por recado por todo este agosto, devia Vosa Alteza assoalhar esta nova pelo reino pera os homens se moverem vir ca de melhor vontade. Praza a Nosso Senhor que tudo seja por sua gloria e louvor e acrescentamento dos reinos e senhorios de Vossa Alteza cujo estado real e vida Deos acrescente por longos anos pera que sempre acrescente sua Santa Fe catholica per todas as partidas do mundo. Desta cidade do Salvador, doze de julho de 1552.

— O bispo do Salvador.

 

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.