Conteúdo

 
08/11/2015

Uma vista do rio Doce, no Brasil, de Charles Legrand [ca. 1850]

Uma vista do rio Doce, no Brasil, de Charles Legrand [ca. 1850]
18/11/2015

Carta Topographica da Barra e Rio do Espírito Santo do qual toma nome toda a Capitania…, de João Pedro de Gusmão Vasconcellos Moris (1853)

Carta Topographica da Barra e Rio do Espírito Santo do qual toma nome toda a Capitania…, de João Pedro de Gusmão Vasconcellos Moris (1853) Este mapa é um mapa manuscrito (algo não tão comum no século XIX), feito pelo engenheiro João Pedro de Gusmão e Nascimento Moris. A obra está na […]
17/06/2016

Fotografias de Jean Victor Frond: imagens do Espírito Santo em 1860

Fotografias de Jean Victor Frond: imagens do Espírito Santo em 1860 Jean-Victor Frond (Montfaucon (Lot), 1821 – Varreddes, França 1881), fotógrafo e pintor francês, possuiu um estúdio no Rio de Janeiro entre os anos de 1858 e 1862. Ao chegar ao Brasil, Frond montou um ateliê, recebendo o reconhecimento da […]
16/08/2016

Província do Espírito Santo: sua descoberta, história cronológica, sinopse e estatística, de Basílio Carvalho Daemon (1879)

Província do Espírito Santo: sua descoberta, história cronológica, sinopse e estatística, de Basílio Carvalho Daemon (1879) Em 1879, Basílio Daemon imprimia na tipografia d’O Espírito-Santense a sua obra de 513 páginas: “Província do Espírito Santo – sua descoberta, história cronológica, sinópsis e estatística”. Nas primeiras páginas vinha colado um retrato […]
19/09/2016

Planta, e prospecto do Forte de S. Franco. Xavier da Barra (1801)

Sobre esta fortaleza, é possível ler o seguinte em relatório de Dionísio Carvalho de Abreu, de 1724: Fortaleza da Barra de São Francisco Xavier: em forma de círculo, situada na barra da baía do Espírito Santo, possuindo nove peças de artilharia, sendo uma de calibre dezesseis e as restantes de calibre […]
19/09/2016

Planta da Fortaleza do S. João (1801)

Sobre esta fortaleza, é possível ler o seguinte em relatório de Dionísio Carvalho de Abreu, de 1724: Fortaleza de São João: em forma semi-sextavada irregular, situada em frente ao Pão de Açúcar (Penedo). Sua artilharia estava desmontada e compunha-se de seis peças de calibre doze e uma de calibre dezesseis. Nesta […]
19/09/2016

Planta, e prospecto do Fortinho de S. Thiago (1801)

Sobre esta fortaleza, é possível ler o seguinte em relatório de Dionísio Carvalho de Abreu, de 1724: Fortaleza de São Tiago: em forma de semicírculo irregular, com pequena área, situada em uma praia da vila da Vitória, com três peças de artilharia de calibre oito, todas desmontadas. Nesta imagem, abaixo das […]
19/09/2016

Planta, e prospecto do Forte de N. S. do Monte do Carmo (1801)

Sobre esta fortaleza, é possível ler o seguinte em relatório de Dionísio Carvalho de Abreu, de 1724: Fortaleza de Nossa Senhora do Monte do Carmo: em forma de meia estrela regular, com cinco ângulos, situada na marinha da vila da Vitória, com oito peças de artilharia calibre seis e oito, todas […]
19/09/2016

Planta e prospecto do Fortinho de Santo Ignácio (1801)

Sobre esta fortaleza, é possível ler o seguinte em relatório de Dionísio Carvalho de Abreu, de 1724: Reduto Santo Inácio: de forma quadrangular, com três peças de artilharia de calibre oito, todas desmontadas Nesta imagem, abaixo das figuras, há a seguinte legenda: Planta e Prospecto do Fortinho de Santo Ignacio na […]
24/11/2016

Diccionario historico, geographico e estatistico da província do Espírito Santo, de Cezar Augusto Marques (1878)

24/11/2016

Ensaios sobre a História e a Estatística da Província do Espírito Santo, de José Marcelino de Andrade Vasconcelos (1858)

Biografia Procurando aperfeiçoar a defesa do Espírito Santo, D. João VI enviou, àquela capitania, o sargento-mor engenheiro, José Marcelino de Andrada Vasconcelos, para levantar a planta da barra de Vitória. Tão bem se saiu, na tarefa, o louro e guapo lusitano — e confeccionou, ainda, orçamentos e estatísticas — que […]
24/11/2016

Memórias para servir à historia até ao anno de 1817, e breve noticia estatística da Cap Espirito Santo, de Francisco Alberto Rubim (1840)

Até o advento da República, o único governador do Espírito Santo, digno de benemerência, foi Francisco Alberto Rubim, capitão de mar e guerra, com relevantes serviços prestados à Marinha nos mares da Ásia e África. Homem de princípios sadios, esposou o mandato com interesse, energia, inteligência e sentimento humano. Intolerante […]
24/11/2016

Memoria Statistica da Provincia do Espirito Santo escrita no anno de 1828, de Ignacio Accioli Vasconcellos (1828)

Inácio Accioli de Vasconcelos foi um político brasileiro. Foi presidente da província do Espírito Santo, nomeado por carta imperial de 25 de novembro de 1823, de 23 de fevereiro de 1824 a 21 de outubro de 1829. Foi também membro da Assembléia Nacional Constituinte de 1823 eleito pela Província de […]
24/11/2016

28/08/1842: Falla que o Exm. Presidente da Província do Espírito Santo dirígio a Assembléia Legislativa Provincial no dia 28 de agosto de 1842. (João Lopes da Silva Coito)

24/11/2016

01/03/1848: Relatório do Presidente da Província do Espírito Santo o doutor Luiz Pedreira do Coutto Ferraz na abertura da Assembléia Legislativa Provincial no dia 1º de Março de 1848.

24/11/2016

01/08/1848: Relatório do Vice-Presidente da Província José Francisco de Andrade Almeida Monjardim – 1848

24/11/2016

30/11/1848: Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Antonio Pereira Pinto entregou a Presidência da Província do Espírito Santo ao Exm. Sr. Commendador José Francisco de Andrade Almeida Monjardim, Segundo Vice-Presidente da mesma – 1849

09/12/2016

11/03/1849: Relatório do Presidente da Província do Espírito Santo, o Desembargador, Antonio Joaquim de Siqueira, na abertura da Assembléia Legislativa Provincial, no dia 11 de março de 1849.

09/12/2016

25/07/1850: Relatório com que o Exm. Sr. Filippe José Pereira Leal Presidente da Província do Espírito Santo abriu a sessão ordinária da respectiva Assembléia Legislativa, no dia vinte e cinco de julho do corrente ano – 1850

09/12/2016

24/05/1852: Relatório que o Exm. Presidente da Província do Espírito Santo o Bacharel José Bonifácio Nascentes d’Azambuja dirigiu à Assembléia Legislativa da mesma Província na sessão ordinária de 24 de maio de 1852

09/12/2016

23/05/1853: Relatório que o Exm. Sr. Presidente da Província do Espírito Santo o Dr. Evaristo Ladislau e Silva dirigiu à Assembléia Legislativa da mesma província na sessão ordinária de 23 de maio de 1853

Relatório que o Exm. Sr. Presidente da Província do Espírito Santo o Dr. Evaristo Ladislau e Silva dirigiu à Assembléia Legislativa da mesma província na sessão ordinária de 23 de maio de 1853.
09/12/2016

25/05/1854: Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Sebastião Machado Nunes, Presidente da Província do Espírito Santo abriu a sessão ordinária da respectiva Assembléia Legislativa no dia vinte e cinco de maio do corrente ano. (1854)

09/12/2016

25/05/1855: Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Sebastião Machado Nunes, Presidente da Província do Espírito Santo abriu a sessão ordinária da Respectiva Assembléia Legislativa no dia vinte e cinco de maio do corrente ano. (1855)

09/12/2016

08/03/1856: Relatório com que o Exm. Snr. Barão de Itapemirim, Primeiro Vice-Presidente da Província do Espírito Santo, entregou a administração da mesma ao Exm. Snr. Dr. José Mauricio Fernandes Pereira de Barros no dia 8 de março de 1856.

Relatório com que o Exm. Snr. Barão de Itapemirim, Primeiro Vice-Presidente da Província do Espírito Santo, entregou a administração da mesma ao Exm. Snr. Dr. José Mauricio Fernandes Pereira de Barros no dia 8 de março de 1856.
09/12/2016

13/02/1857: Relatório com que o Exm. Snr. Presidente da Província do Espírito Santo, o Doutor José Mauricio Fernandes Pereira de Barros, passou a administração da Província ao Exm. Snr. Commendador, José Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, segundo Vice-Presidente, no dia 13 de fevereiro de 1857.

Relatório com que o Exm. Snr. Presidente da Província do Espírito Santo, o Doutor José Mauricio Fernandes Pereira de Barros, passou a administração da Província ao Exm. Snr. Commendador, José Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, segundo Vice-Presidente, no dia 13 de fevereiro de 1857.
09/12/2016

25/05/1857: Relatório que o Exmo. Sr. Barão de Itapemirim, Primeiro Vice-Presidente da Província do Espírito Santo, apresentou na abertura da Assembléia Legislativa Provincial, no dia 25 de maio de 1857

Relatório que o Exmo. Sr. Barão de Itapemirim, Primeiro Vice-Presidente da Província do Espírito Santo, apresentou na abertura da Assembléia Legislativa Provincial, no dia 25 de maio de 1857
09/12/2016

25/05/1859: Relatório do Presidente da Província do Espírito Santo, o Bacharel, Pedro Leão Velloso, na abertura da Assembléia Legislativa Provincial no dia 25 de maio de 1859.

Relatório do Presidente da Província do Espírito Santo, o Bacharel, Pedro Leão Velloso, na abertura da Assembléia Legislativa Provincial no dia 25 de maio de 1859.
09/12/2016

11/03/1861: Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Antonio Alves de Souza Carvalho, ex-Presidente da Província do Espírito Santo, passou a administração da mesma ao Exmo. Sr. Dr. João da Costa Lima e Castro, 1º Vice-Presidente, no dia 11 de março de 1861.

Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Antonio Alves de Souza Carvalho, ex-Presidente da Província do Espírito Santo, passou a administração da mesma ao Exmo. Sr. Dr. João da Costa Lima e Castro, 1º Vice-Presidente, no dia 11 de março de 1861.
09/12/2016

01/01/1861: Relatório apresentado à Assembléia Legislativa Provincial do Espírito Santo no dia da abertura da sessão ordinária de 1861 pelo Presidente, José Fernandes da Costa Pereira Junior.

Relatório apresentado à Assembléia Legislativa Provincial do Espírito Santo no dia da abertura da sessão ordinária de 1861 pelo Presidente, José Fernandes da Costa Pereira Junior.
09/12/2016

01/01/1862: Relatório apresentado a Assembléia Legislativa Provincial do Espírito Santo no dia da abertura da sessão ordinária de 1862 pelo presidente, José Fernandes da Costa Pereira Junior.

Relatório apresentado a Assembléia Legislativa Provincial do Espírito Santo no dia da abertura da sessão ordinária de 1862 pelo presidente, José Fernandes da Costa Pereira Junior