Exposição: Mapas do Espírito Santo Colonial

27/03/2018
Exposição Mapas do Espírito Santo Colonial estreia no Arquivo Público
27/03/2018
Exposição: Contexto Histórico
27/03/2018
spiritosancto-expo-intro
 

Mapas!

Esta é, sem dúvida, uma palavra que resume o funcionamento do império português entre os séculos 16 e 18. Preocupados em administrar um império incontáveis vezes maior que sua própria nação, os portugueses encontraram na cartografia moderna a ferramenta ideal. Em pouco tempo, mapas seriam usados por todas as nações europeias como uma fonte de poder, e de vários lugares surgirão cartógrafos que receberão a missão de mapear o território da América portuguesa.

A Capitania do Espírito Santo entra aí, e terá mapas específicos para seus territórios a partir de 1590, feitos principalmente por portugueses, holandeses e italianos. Infelizmente, não há muitos estudos sobre a cartografia histórica do nosso estado, nem mesmo estudos importantes sobre o Espírito Santo nos séculos 16 e 17. Para explicar isso, há pelo menos dois pontos: há uma inegável depreciação da história do Espírito Santo em relação à história de outros estados de destaque, como São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia; e é comum o argumento de que não há fontes históricas suficientes para que sejam feitos trabalhos de fôlego sobre o período colonial do Espírito Santo.

Assim, a exposição Mapas do Espírito Santo Colonial quer ajudar a preencher essa lacuna da nossa História, lançando nova luz sobre este momento tão importante da formação do nosso estado e demonstrando que há sim fontes e assuntos a serem estudados.

Esta exposição, um antigo sonho meu, não poderia ter acontecido sem o apoio de algumas dezenas de pessoas, que ajudaram na busca por um espaço, na produção dos textos e das placas e, também, na campanha de financiamento coletivo para a realização deste evento. A todas elas agradeço imensamente.

 

Exposição Completa

14/11/2018

Exposição Mapas do Espírito Santo Colonial estreia na Assembleia Legislativa

Entre os dias 12 de novembro e 12 de dezembro a Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo apresenta a exposição Mapas do Espírito Santo Colonial. Organizada pelo historiador capixaba Fabio Paiva Reis, a exposição exibirá alguns dos mapas mais antigos do estado, feitos entre 1590 e 1670 por cartógrafos […]
29/03/2018

Exposição: Encerramento

Nos séculos 16 e 17, encontramos mapas bastante diferentes do Espírito Santo. Alguns são meros rascunhos, com cartuchos ou rosas dos ventos incompletas, outros cuidadosamente desenhados, com cores vivas que resistiram ao tempo. O solo muda de cor, as árvores se espalham pelos mapas ou diminuem em quantidade, os morros […]
29/03/2018

Exposição: Uma cronologia dos mapas

Para tentar entender melhor como se deu a criação dessa produção cartográfica durante o século 17, e entender a sua cronologia e, quem sabe, sua genealogia, foi criado este esquema. Aqui, destaca-se a relação entre todos os mapas da exposição, seja em sua cronologia, seja em sua origem. Nem sempre […]
29/03/2018

Exposição: Evolução de Vitória

Aqui, vemos esquemas que mostram a evolução do mapeamento da ilha de Vitória e seus arredores a partir de um mapa atual da região. Dos 84 topônimos encontrados nos mapas do Espírito Santo colonial, 42 ficam nos arredores da ilha de Vitória. Aqui, novidades surgem de 1590 até 1642. Diferentemente […]
29/03/2018

Exposição: Evolução da área mapeada

Estes esquemas mostram, a partir do formato atual do Estado do Espírito Santo, a área exibida em cada mapa do período colonial que observamos (nos retângulos cinzas). Comparando-os com o esquema de mapas do Brasil, é possível ver que o mapeamento do nosso território acompanhou o processo que aconteceu em […]
29/03/2018

Exposição: Provincie dello Spirito Santo e di Porto Sicuro

Este impressionante mapa impresso, de 1698, faz parte de um conjunto de 23 mapas feitos pelo cartógrafo italiano Andrea Antonio Orazi para o livro Istoria delle guerre del Regno del Brasile. Assinado pelo carmelita português João José de Santa Teresa e publicado em Roma, o livro é um raro relato […]
29/03/2018

Exposição: Pas-Kaart van de zee-kusten van Brazilia

Quando o cartógrafo holandês Joannes Van Keulen obteve a patente do governo para publicar mapas, ele comprou diversas placas de outros cartógrafos, vindo inclusive a adquirir o ateliê de Joan Blaeu, onde Johannes Vingboons trabalhou, e certamente utilizou os desenhos de Vingboons para compor suas obras. Este mapa do Espírito […]
29/03/2018

Exposição: Dell’Arcano del Mare

Estas cartas pertencem ao valioso Dell’Arcano del Mare. Reconhecido por sua beleza e por sua importância, o Arcano del Mare é um trabalho impresso e foi o primeiro atlas a mostrar ventos, correntes e variações magnéticas. Foi também o primeiro a imprimir todos os mapas na famosa projeção de Mercador […]
29/03/2018

Exposição: Livro da descripção de toda a costa do estado do Brasil

Os mapas que vemos aqui fazem parte do Livro da descrição de toda a costa do (estado) do Brasil. As duas cópias existentes do livro estão na Sociedade Hispânica da América, em Nova York, Estados Unidos, e são datadas de cerca de 1670 e 1675. Estes são os últimos mapas […]
29/03/2018

Exposição: [Atlas do Brasil]

João Teixeira Albernaz, o Moço, é bisneto de Luís Teixeira e neto homônimo do cartógrafo que fez mapas do Brasil e do Espírito Santo entre as décadas de 1610 e 1640. Seus mapas unem dados sobre a região que vem desde o primeiro mapa de Teixeira até Albernaz, o Velho. […]
29/03/2018

Exposição: Descripção de toda a costa da Provinsia de santa Cruz

Das obras sobre o Brasil de João Teixeira Albernaz, o Velho, esta é a última que se tem notícia. Ela está na Biblioteca da Ajuda, em Lisboa, e foi feita no ano de 1642. Com o título de Descrição de toda a costa da província de Santa Cruz…, ela segue […]
29/03/2018

Exposição: Descripção de todo o Maritimo da terra de S[an]ta Crvs

O Estado do Brasil é um impressionante conjunto de 37 mapas da América portuguesa, o maior até então. Talvez por isso, encontramos nele três mapas da Capitania do Espírito Santo: Um mapa bastante semelhante ao mapa da Razão do Estado do Brasil, entre a vila de Vitória e o rio […]
29/03/2018

Exposição: O Estado do Brasil

O Estado do Brasil é um impressionante conjunto de 37 mapas da América portuguesa, o maior até então. Talvez por isso, encontramos nele três mapas da Capitania do Espírito Santo: Um mapa bastante semelhante ao mapa da Razão do Estado do Brasil, entre a vila de Vitória e o rio […]
29/03/2018

Exposição: Demostração da Capitania do Spirito Santo atte a ponta da barra do Rio Doçe

Filho de Luís Teixeira, João Teixeira Albernaz continuou o trabalho de seu pai e produziu mapas de notável qualidade artística da América portuguesa, com destaque para os mapas regionais, e hoje conhecemos cerca de 340 mapas originais seus, e mais de 320 cópias. Quase metade das 315 cartas portuguesas do […]
29/03/2018

Exposição: O Ispirito Santo

O forte interesse holandês no Brasil foi registrado em diversos mapas. Isso corresponderia a uma necessidade que os holandeses tinham de obter o máximo de informações possíveis para compor suas pinturas e seus desenhos. Assim, colocaram nas mãos do naturalista George Marcgraf e, posteriormente, de Cornélio Golijath, a responsabilidade de […]
29/03/2018

Exposição: Porto do Spirito Santo

O quadro do Porto do Spirito Santo está em uma das páginas das Taboas geraes de toda a navegação. Este atlas hidrográfico é um impressionante conjunto de cartas do cartógrafo português João Teixeira Albernaz, o Velho, feito em 1630 com a descrição de diversos portos do mundo. Tanto o atlas […]
29/03/2018

Exposição: Rio de Espiritu Santo

A cartografia holandesa do século 17 foi influenciada pelos mapas portugueses do mesmo período. Porém, enquanto em Portugal a produção ficava aos cuidados dos Armazéns da Guiné, do governo, nos Países Baixos esse trabalho ficou a cargo das Companhias das Índias Ocidentais e Orientais, particulares. Os holandeses tiveram uma participação […]
28/03/2018

Exposição: Capitania do Espíritu Sancto

Este mapa, que pertence à Real Academia de la Historia, na Espanha, é um impressionante trabalho de mapeamento da ilha de Vitória e seus arredores. Ele é, talvez, o melhor mosaico de informações dessa região organizado no século 17. Ele foi encontrado costurado a outros mapas, de Cabo Frio, Salvador […]
28/03/2018

Exposição: Capitania do Espirito Sancto

O Atlas de las costas y de los puertos de las posesiones portuguesas em América y África é uma coleção de 35 mapas feitas por um cartógrafo desconhecido, mas provavelmente português. Eles nos dão a impressão de estarmos diante de um rascunho. São mapas coloridos, com cores brilhantes, mas com […]
28/03/2018

Exposição: Costa do Brasil entre Porto Seguro e Espírito Santo

Gaspar Ferreira Reimão foi um dos mais importantes navegadores da Carreira da Índia, as rotas de navegação entre Portugal e suas colônias. Ele era cavaleiro-fidalgo da Casa Real e tinha tomado o hábito da Ordem de Santiago, uma das grandes ordens religioso-militares portuguesas. Como navegador, Reimão é lembrado por ter […]
28/03/2018

Exposição: Ilha de Duarte de Lemos

Luís Teixeira foi um dos mais importantes cartógrafos portugueses no século XVI e um dos poucos a de fato percorrer e reconhecer a costa do Brasil pessoalmente, entre os anos de 1573 e 1574. Seu objetivo era atualizar as informações que se tinha em Portugal e produzir novo material, na […]
28/03/2018

Exposição: Mapas Gerais

A Capitania do Espírito Santo fez parte do processo de reconhecimento e ocupação da costa e entre os mais antigos mapas do Brasil estão alguns de seus principais rios, portos e vilas. Um dos mais antigos, o Atlas Miller, de 1591, é um trabalho conjunto dos cartógrafos Lopo Homem e […]
27/03/2018

Exposição: Contexto Histórico

A CARTOGRAFIA MODERNA PORTUGUESA O processo de mapeamento do Espírito Santo seguiu dos moldes do reconhecimento e mapeamento de toda a costa do Brasil, um processo importante para Portugal. Mapas eram considerados verdadeiras fontes de poder, ferramentas que permitiam criar um discurso imperialista e estabelecer o domínio de territórios distantes. […]
27/03/2018

Exposição: Mapas do Espírito Santo Colonial

Mapas! Esta é, sem dúvida, uma palavra que resume o funcionamento do império português entre os séculos 16 e 18. Preocupados em administrar um império incontáveis vezes maior que sua própria nação, os portugueses encontraram na cartografia moderna a ferramenta ideal. Em pouco tempo, mapas seriam usados por todas as […]
27/03/2018

Exposição Mapas do Espírito Santo Colonial estreia no Arquivo Público

No dia 3 de abril o Arquivo Público do Estado do Espírito Santo inaugura a exposição Mapas do Espírito Santo Colonial. Organizada pelo historiador capixaba Fabio Paiva Reis, a exposição exibirá alguns dos mapas mais antigos do estado, feitos entre 1590 e 1670 por cartógrafos portugueses, holandeses e italianos. Serão […]